Em 18 de março de 1818, o Rei D. João VI, criou a primeira estância termal em terras brasileiras. O decreto real mandava construir nas já afamadas Caldas do Cubatão, um hospital termal que obedeceria às mesmas normas seguidas pela estância de Caldas da Rainha, em Portugal, da qual a família real portuguesa era assídua frequentadora enquanto vivia na Europa.

Agora, passados 200 anos desde a criação de Caldas da Imperatriz, laços históricos foram resgatados com o município português de Caldas da Rainha, que desde maio de 2017 passou a ser a primeira cidade irmã de Santo Amaro da Imperatriz num acordo internacional firmado em Portugal e aprovado pelas duas câmaras de vereadores.

O acordo de cooperação foi uma iniciativa do vereador Juliano Souza da Silva, e que vem mantendo fortes ligações com município de Caldas da Rainha.

Vereador Juliano: Autor da iniciativa de aproximação entre as cidades

Para comemorar os 200 anos de Caldas da Imperatriz, uma programação está sendo construída para os dias 15,16,17 e 18 de março, que deve contar com uma sessão especial da câmara municipal para marcar a abertura das comemorações.

Para as comemorações dos 200 anos de fundação de Caldas da Imperatriz um presente de vem de longe. O município de Caldas da Rainha vai presentear Santo Amaro da Imperatriz com uma banheira de pedra histórica que pertenceu ao Hospital Termal mais antigo do mundo e com mais 500 anos. A proposta foi realizada pelo vereador Juliano e enviada para Portugal em setembro de 2017. Já em outubro o município português sinalizou positivamente para o envio da banheira que deve chegar na primeira semana de março ao Aeroporto Hercílio luz em Florianópolis.

A banheira de pedra que pertenceu ao Hospital termal das Caldas da Rainha fará parte de um monumento comemorativo que deve ser construído no balneário de Caldas da Imperatriz.

A simbologia em torno do presente, faz-se por ser a banheira um dos símbolos do termalismo, e assim como em 1845 quando a Imperatriz Tereza Cristina presenteou Caldas da Imperatriz com 6 banheiras de mármore vindas da Europa, as Caldas da Rainha presenteiam novamente as Caldas da Imperatriz com uma banheira vinda da Europa e que pertenceu ao seu hospital histórico, referência em todo o mundo.

O próprio presidente (prefeito) das Caldas da Rainha deve comparecer em Santo Amaro da Imperatriz para as comemorações do bicentenário e para a entrega oficial da banheira. A banheira será mais um símbolo do município de Santo Amaro da Imperatriz e o seu monumento tornara-se um ponto turístico em Caldas da Imperatriz.