Em comemoração dos 59 anos de Emancipação de Santo Amaro da Imperatriz, em Santa Catarina, o Jornal VIP traz para nossos leitores um painel com os prefeitos que comandaram a cidade nestes anos. Colaboração e acervo: Silvio Knabben

 

Haroldo Silva (antiga UDN)

1º Prefeito nomeado de Santo Amaro, pelo ex-governador Jorge Lacerda, administrou a cidade entre 16/09/56 a 25/04/57.

Augusto Althoff (Antiga UDN)

2º Prefeito nomeado pelo ex-governador Heriberto Hulse, administrou Santo Amaro entre 10/07/58 a 13/11/58

Orlando Becker (PSD)

1º Prefeito eleito pelo voto pós emancipação. Administrou Santo Amaro entre 14/11/1958 a 30/01/64.

Clemente Tiago Diniz (PSD)

2º Prefeito eleito pelo voto. Foi prefeito entre 31/01/64 a 30/01/69.

 

Orlando Becker (PSD)

Prefeito nomeado pelo então Governador Ivo Silveira (PSD), por Santo Amaro ser considerado Estância Hidromineral. Administrou Santo Amaro entre 31/01/69 a 30/01/70. No último ano, Orlando Becker solicitou exoneração do cargo por problemas de saúde.

Adolfo Derner Filho

O então Presidente da Câmara, Adolfo Derner, assumiu como prefeito provisório de Santo Amaro entre os anos de 31/07/70 a 12/08/71.

 

João Jacinto Machado (PSD)

Em função do ex-prefeito Adolfo ter optado por trabalhar no Estado, foi nomeado João Jacinto Machado (avô do ex-jogador Leandro Machado) que comandou Santo Amaro entre 13/08/71 a 11/01/72.

Melquíades Mansur Elias (PSD)

Melquíades era mais conhecido como “Chida”. Foi nomeado pelo ex-governador Colombo Salles. Administrou Santo Amaro por 10 anos, 4 meses e 12 dias, entre 12/01/72 a 14/05/82. Foi o prefeito que ficou por tempo no comando da cidade na história.

Cláudio André Trierweiller (PDS)

Chida deixou a Prefeitura em função da eleição de João Paulo Broering e por este ser seu sobrinho, sendo que a lei proibia. Em virtude disso, assume o então Presidente da Câmara, Cláudio Trierweiller (que deixou o MDB e se filiou ao PDS). Ficou como prefeito em exercício provisório entre 15/05/82 a 31/01/83.

João Paulo Broering (PFL)

Prefeito eleito com cerca de 1.700 votos. Teve como vice-prefeito Felisberto Besen (o primeiro vice da história). Venceu a eleição contra outros cinco candidatos: José Osni Medeiros (Zeca das Tintas), Tadeu Cunha, Dr. Saul, Carlinhos Luckmann e Raimundo Loch. Administrou Santo Amaro de 01/02/83 a 31/12/88.

Nilton João Machado (PFL)

Nilton Machado era empresário proprietário de marmoraria no Sul do Rio. Recebeu o convite para deixar o PP e migrar para o PFL, tendo apoio do ex-prefeito João Broering. Nilton teve como seu vice Thiers Elias e venceu a eleição contra Ademar Rosa (PMDB) que teve de vice Zeca das Tintas por 485 votos de diferença. Sua gestão foi de 01/01/89 a 31/12/92.

José Rodolfo Turnes (PMDB)

Zé Turnes foi o primeiro prefeito representante legítimo da classe agrícola. Sua eleição mobilizou tratores e caminhões em passeatas gigantescas. Zé Turnes que tinha como vice o empresário de madeira Maneca Vieira (PSDB), venceu a disputa contra o ex-prefeito João Broering (PFL) e seu vice Zenon (PP) por 565 votos de diferença. A sua primeira gestão foi de 01/01/93 a 31/12/96.

Pedro Martendal (PMDB)

Pedro Martendal tendo como vice Mauri Haweroth (PSDB), apoiado por Zé Turnes venceu a eleição contra Oscar Seemann (PFL) e Saulo Becker (PP) com 73% dos votos. Sua gestão foi de 01/01/97 a 31/12/2000.

Nelsinho Isidoro da Silva (PTB)

Nelsinho e seu vice Adelmo Souza (PP) venceram Zé Turnes e Artur Abreu com 423 votos de diferença.  Nelsinho foi na época o único prefeito do PTB eleito em Santa Catarina. Gestão: 01/01/2000 a 31/12/2004.

José Roldofo Turnes (PMDB)

Zé Turnes retorna à prefeitura derrotando novamente João Broering e seu vice Battistotti. Zé tinha como vice Edésio Justen (PSDB). A diferença foi de 2.250 votos. Gestão 01/01/2005 a 31/12/2008.

 

Edésio Justen (PSDB)

Edésio Justen, vereador e presidente da câmara e vice de Zé Turnes, entrou na eleição contra o próprio ex-aliado Zé e obteve a vitória apertada por 216 votos. Edésio tinha como vice Pedro Martendal (PP). Sua primeira gestão foi de 01/01/2009 a 31/12/2012.

Sandro Carlos Vidal (PSD)

Sandrinho Vidal tendo como vice Ademir do Carmo (PMDB), venceu a eleição contra o então prefeito Edésio que tentava a reeleição tendo como seu candidato a vice Wagner Garcia (PP).  A diferença foi cerca de 650 votos. A gestão Sandro Vidal foi de 01/01/2013 a 31/12/2016.

Edésio Justen (PSDB)

Edésio Justen novamente tendo como vice Pedro Martendal (PP) vencem as eleições contra Sandro Vidal e Adelmo Souza, Hélio Vanelli e Neném, e Adriano Costa e Diego Campos. Edésio somou 6.615 votos contra 3.997 votos do segundo colocado Sandrinho. É o atual prefeito da cidade e sua gestão vai até 2020.