Os moradores das localidades de Santa Cruz da Figueira, Teresópolis, Rio Miguel, Santa Isabel, estão indignados com as constantes quedas de energia elétrica que são comuns nestas regiões. O problema é antigo e segundo o morador Paulo, “quando chove falta luz, quando venta falta luz, e até quando um passarinho pousa no fio também falta”.
Os moradores se sentem abandonados pela CELESC que não resolve o problema em definitivo. “Se cansamos de pedir, estão brincando com o consumidor que paga as contas e deveria ser respeitado”, diz outro morador.

CARTA DOS MORADORES:

“Cadê a manutenção de rede? Se a Celesc não sabe o que é manutenção de rede eu explico. É pelo menos passar uma vez ao ano e dar uma olhada na rede, se não tem árvores que podem cair em cima da rede e outros problemas como está acontecendo. E pior que a gente não sabe a quem recorrer. Queima eletrônicos, prejuízo com alimentos, isso deixa a gente indignado com tanta falta de energia. Diante disto, eu deixo uma pergunta no ar. Quando essa bagunça vai acabar? A quem devemos recorrer? Deixo a palavra para Celesc.

No escurinho do cinema…

Quase todo mundo tem uma história para contar sobre prestação do serviço de fornecimento de energia elétrica. Dentre as variadas reclamações, os prejuízos com a queima de equipamentos eletrônicos e elétricos são destaque. A oscilação, sobrecarga ou queda da energia elétrica podem acarretar imensuráveis prejuízos principalmente a queima de equipamentos eletroeletrô-nicos, perecimento de produtos, etc.