A cosa tá medonha!

Ao menos três homens foram mortos e outras três pessoas ficaram gravemente feridas na noite desta quarta-feira após troca de tiros entre grupos rivais na Costeira, em Florianópolis. A Polícia Militar (PM) foi chamada para a ocorrência perto das 20h e seguiu no local durante toda a madrugada. Conforme socorristas do Samu que prestam apoio, dois feridos foram encaminhados para o Hospital Celso Ramos, em Florianópolis, e o terceiro para o Regional de São José. Até a noite de ontem, a polícia confirmou a prisão de suspeitos do ataque.

Relatos de moradores indicam que os criminosos estavam em três carros – um Astra e uma Zafira já foram localizados – armados com fuzil e pistola. Os alvos seriam pontos de venda de drogas estabelecidos historicamente no local. A PM confirmou que a troca de tiros teria começado por conta de disputas pelo tráfico na região. Conforme o delegado Ênio Mattos, titular da Delegacia de Homicídios da Capital, com as três mortes confirmadas na ocorrência desta quarta-feira, já são 57 homicídios neste ano na cidade.

A região da Costeira é palco de conflitos constantes envolvendo traficantes da região. Antigo líder do tráfico na região, Sérgio de Souza, o Neném da Costeira, tem condenações que ultrapassam 40 anos. Hoje ele cumpre pena no presídio federal de Porto Velho (RO).

 O irmão dele, Danilo de Souza, foi preso na semana passada acusado de mandar matar Vilmar de Souza Júnior, executado a tiros na frente do Mercado Público da Capital em 3 de março. O outro irmão de Neném, Valdecir de Souza, foi morto no ano passado.
Fonte RBS